Exame de suficiência CFC: como é a prova?

Curioso em saber como funciona o Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade? Então basta acompanhar o texto de hoje aqui do blog Arquiteto Online para descobrir tudo o que você precisa.

A partir de agora você vai ficar por dentro de como funciona a prova  do CRC, bem como quais são os conteúdos que mais costumam aparecer na avaliação e a melhor forma de investir na sua preparação. Prontos?

Mas antes de começar a explicar sobre a prova e sua composição, é imprescindível que você entenda a importância do exame para a profissão, por isso vamos definir juntos o que é cfc e qual o seu objetivo.

Para que serve o Exame de Suficiência do CFC?

O Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade tem como objetivo avaliar os conhecimentos médios adquiridos durante o período de graduação no curso de Ciências Contábeis.

É importante destacar que ele é aplicado para a obtenção de registro na categoria Contador junto aos conselho regionais de cada estado. A participação na prova é destinada  exclusivamente aos bacharéis e estudantes do último ano letivo do curso de Ciências Contábeis.

O Exame de Suficiência do CFC acontece duas vezes por ano, sendo uma a cada semestre.

Agora que você já entendeu a finalidade do exame do CFC, chegou a hora de descobrir como funciona o exame cfc.

Como é a prova do Exame de Suficiência

Para se tornarem aptos a realizar a inscrição junto aos conselhos regionais de contabilidade, os bacharéis em Contabilidade devem se submeter a uma prova objetiva.

Sendo assim, já sobre a estrutura da prova, é importante destacar que o Exame de Suficiência CFC possui 50 perguntas, divididas entre 13 disciplinas.

Abaixo, para que você possa visualizar, separamos a relação de disciplinas e os assuntos que mais costumam cair em provas de cada uma delas.

 

  • Contabilidade Geral
    • Balanço Patrimonial
    • Demonstrações Contábeis
    • Patrimônio Líquido
    • Consolidação das Demonstrações Contábeis
    • Demonstração do Valor Adicionado
  • Contabilidade de Custos
    • Noções Introdutórias
    • Custo de Produção
    • Gerenciamento de Custos para Controle e Decisão
    • Contabilidade de Custos: Conceitos, Terminologia e Finalidade
    • Custeio por Absorção ou Integral
  • Contabilidade Aplicada ao Setor Público
    • Demonstrações Contábeis
    • Lançamento e Registro Contábil
    • Balanço Patrimonial
    • Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público
    • Demonstração das Variações Patrimoniais
  • Contabilidade Gerencial
    • Custos para Controle
    • Custos e Tomada de Decisão
  • Controladoria
    • Processo Decisório
  • Noções de Direito e Legislação Aplicada
    • Direito Administrativo – Serviços Públicos
    • Direito Administrativo – Parceria Público-Privada
    • Direito Tributário – Imposto de Renda
    • Direito Tributário – Crédito Tributário
    • Direito Tributário – Princípio da Legalidade e da Reserva Legal
  • Matemática Financeira e Estatística
    • Medidas de Dispersão ou Variação
    • Juros Simples e Juros Compostos
    • Conceitos Fundamentais da Matemática Financeira
    • Taxa Efetiva e Taxa Nominal
    • Sistema de Amortização Constante
  • Teoria da Contabilidade
    • Demonstrações Contábeis
    • Estrutura Conceitual
  • Legislação e Ética Profissional
    • Código de Ética Profissional do Contabilista
    • Lei 6.404/76 e alterações posteriores
    • Lei Complementar 123 de 2006
  • Princípios de Contabilidade e Normas Brasileiras de Contabilidade
    • Normas Brasileiras de Contabilidade – NBC
    • Normas do CFC
  • Auditoria Contábil
    • Normas de Auditoria
    • Testes, Procedimentos e Técnicas de Auditoria
    • Perícia Contábil
    • Procedimentos de Auditoria
    • Documentação de Auditoria
  • Perícia Contábil
    • NBC TP 01
    • NBC PP 01
    • Quesitos
    • Procedimento de Exame
  • Língua Portuguesa Aplicada
    • Compreensão e Interpretação de Textos
    • Coesão e Coerência
    • Sintaxe – Período Simples e Composto
    • Orações Subordinadas Adverbiais
    • Conjunções

 

Como se preparar para o Exame de Suficiência do CFC

Você pode ter se perguntado em algum momento deste texto se é difícil passar na prova do CRC. E, para responder a sua pergunta, informamos que não.

É claro que, assim como qualquer outra prova, o exame do CFC exige uma boa preparação e muita atenção. Mas nada que não possa ser superado com o auxílio de um curso preparatório online para exame cfc.

Isso porque, mais do que saber o que estudar para a prova do CFC, é preciso saber também como estudar. E com a ajuda de professores especialistas em aprovação você terá acesso a conteúdos direcionados e específicos que farão toda a diferença durante a sua jornada de estudos.

Uma excelente opção para quem não quer se deslocar, é optar pelos cursos preparatórios online. Com eles, por meio de videoaulas de curta duração você receberá todos os conteúdos necessários e ainda pode escolher em qual horário deseja estudar.

E para finalizar a sua rotina de preparação, não esqueça de incluir a resolução de questões de provas anteriores e/ou simulados. Esta simples prática permite que você revise os assuntos estudados, vivencie o dia de prova e trabalhe aspectos como gerenciamento de tempo e controle da ansiedade.

 

Conheça a banca – Consulplan

Como mencionamos no bloco anterior, realizar questões é uma prática que auxilia na sua preparação, proporcionando uma revisão de conteúdos e te preparando para o grande dia.

Porém, além disso, resolver questões de provas anteriores também permite que você se familiarize com o estilo de cobrança da banca.

E para te ajudar neste aspecto, trouxemos abaixo algumas informações sobre a banca organizadora do Exame de Suficiência, a Consulplan.

A Consulplan é considerada uma das maiores bancas organizadoras de caráter privado no Brasil. Ela possui uma grande experiência na aplicação de exames para órgãos como Ministério da Educação – INEP, Tribunal Superior Eleitoral – TSE, Aeronáutica, Embrapa e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Atualmente, ela também é a responsável pela organização e aplicação do Exame do CFC.

Já com relação à elaboração da prova, podemos dizer que a Consulplan costuma optar por avaliações com conteúdos extensos e, geralmente, cobrados na íntegra, o que, consequentemente, exige uma preparação ainda mais focada e profunda por parte do participante.

Outro ponto de destaque, a que vale a pena ficar atento é a frequência de “pegadinhas” contidas na prova. Isso requer que o estudante dedique 100% de atenção na resolução das questões e seja capaz de identificar esses obstáculos.

 

Deixe seu Comentário